CARRANCAS

Carrancas Terra das Serras e Cachoeiras.

 

A cidade de Carrancas está localizada na bacia do Rio Grande no sul do Estado de Minas Gerais, numa região de serras com altitude de 1200 metros, seu clima é tropical e sua temperatura varia de 10º a 25º C.

Seu nome é originário de escavações feitas no Alto de suas serras pelos Bandeirantes que tiravam a vegetação e formavam as catas, que para quem via de longe tinham o formato de caras feias dando o nome  de Carrancas Pequena, Carrancas de Cá, Carrancas de Lá e simplesmente Carrancas ao lugar  conhecido como Nossa senhora do Rio Grande.

Sua Vegetação é característica de cerrado e floresta tropical, apresentando fauna e flora exuberantes. Sobre uma imensa placa de gnaisse, Carrancas esconde buracos profundos e entremeados por clareiras juntamente com sua fauna composta por Maritacas, Gaviões e até Lobos Guarás. Faz parte da vegetação Ipês e Quaresmeiras.

Carrancas é marcada pela beleza de suas serras onde se encontram as farturas de suas nascentes que alimentam os Rios Capivari, Grande e Pitangueiras.

Além de lutar pela conservação natural, Carrancas é caracterizada pela força de sua tradição religiosa e cultural, já que ela esbanja uma cultura regional marcante, através de suas festas religiosas que mobilizam os moradores e visitantes com as emocionantes apresentações de Congado e Folia de Reis.

A cidade possui várias lendas e histórias, entre elas dá-se destaque a da Cascata da Zilda, sendo hoje uma das mais freqüentadas entre as diversas cachoeiras no município, que chegam a ser superior a 50 quedas d’água.

O artesanato local se mostra valioso e interessante. É apresentado pelos artesãos Peroba e Joel Mansur, que esculpem carrancas, árvores, animais, esculturas sacras, folclóricas e místicas, com raízes, cascas secas e cabaças.

A culinária carranquense, como toda boa cidade do interior de Minas Gerais, perpetua as tradições daqueles que ajudaram a constituir sua história. O pão de queijo, frango com quiabo, feijão tropeiro, vários tipos de quitandas e doces caseiros, são alguns dos exemplos que valem a pena serem degustados.

Carrancas é recheada de atrativos turísticos que alcançam dos gostos mais rústicos aos aventureiros. Por ter uma economia tipicamente agropecuária, o Turismo Rural se apresenta nas diversas fazendas históricas da cidade, que preservam o estilo e os costumes do século passado, sendo muitas delas abertas à visitação e hospedagem.

A cidade respira história. Sua Igreja “Nossa Senhora da Conceição das Carrancas” foi fundada em 1736, juntamente com a Capela de Nossa Senhora da Conceição do Porto do Saco e se mantém preservadas até os dias atuais principalmente em função da comunidade local que pratica as tradições religiosas há várias gerações.

Já do ponto de vista ecológico, apresenta um leque de opções através das inúmeras cachoeiras, trilhas, cavernas e grutas e a deslumbrante paisagem de suas serras. Pode-se explorar essas riquezas através do Ecoturismo fazendo treking, rapel, banhos, ciclismo, cavalgadas e passeios contemplativos.

Carrancas possui diversos meios de hospedagem que atendem a todos os gostos, restaurantes com comidas típicas, bares que movimentam a pequena vida noturna, sendo tudo de acordo com a estrutura apresentada pela cidade, visando atender à necessidade dos turistas e da população local.

Todos os passeios merecem o acompanhamento dos condutores locais, que orientam não só nos destinos dos atrativos, como também a conservação e preservação dos mesmos.

Conhecer Carrancas, suas histórias, seu povo cordial e tranqüilo, é encontrar um lugar ainda pouco explorado. Onde o turista além de encontrar a natureza de maneira rústica e íntegra, é respeitado por todos os carranquenses.

 

 

 

Fonte: Poliana Rezende de Andrade

 

 

Todos os direitos reservados a Poliana Turismo & Eventos